Blog Action Day 2008

Esse artigo é parte integrante do projeto Blog Action Day 2008, que esse ano aborda um tema que aflige milhões de pessoas em todo o mundo, a pobreza e já conta com a participação de mais de 10.000 blogs e uma audiência estimada de mais de 10 milhões de pessoas (números referentes ao dia 14 de Outubro a noite, quando estava escrevendo o artigo e que deve subir muito acima disso). Então é o momento do mundo acordar para o tema pobreza.


[ad#gfsoluco]

Segundo a Wikipédia, a pobreza pode ser entendido em vários sentidos, principalmente:

  • Carência material
  • Falta de recursos econômicos
  • Carência Social e
  • Carência energética

A pobreza no Brasil

O Blog Action Day é um movimento mundial, mas vou abordar o assunto em nível nacional, já que o Brasil é um paraíso para a desigualdade social. Em 2004 um estudo apontava que o Brasil tinha mais de 24 milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza (ou seja, ganha menos de US$ 1 por dia), em 2006 outro estudo apontava, mais alarmante ainda, estimava essa população em mais de 43 milhões de pessoas, ou seja, quase um terço da população.

Parque Rivadavia
Creative Commons License photo credit: edithbruck

O que esperar dos governantes?

Esse é um assunto para o Arthurius Maximus, o qual ele descreve muito bem, mas vou me aventurar também. Mesmo com um governo dito “popular” no poder há seis anos, pouco se avançou no combate a pobreza, e um dos fatores que muito contribui para esse fato é a corrupção e a certeza de impunidade da classe política brasileira.

O pequeno avanço alcançado no combate à pobreza no país se deve a iniciativas de organizações não governamentais, empresas em busca de bom relacionamento com a comunidade mais próxima e movimentos comunitários como igrejas e associações de moradores.

“Programas” do Governo Federal como Fome Zero, Bolsa Família, Bolsa não sei o quê… são apenas constatações de que não há qualquer compromisso por parte das autoridades em resolver o problema da má distribuição de renda e falta de vagas em escolas públicas para as crianças se prepararem para mudar seu futuro. Concordo que é vergonhoso o trabalho infantil, mas igualmente o é um pai não ter o que dar para seu filho no dia das crianças, no seu aniversário, ou pior ainda, na hora da refeição.

Conclusão

O assunto que domino e escrevo aqui no GF Soluções é Tecnologia, e deixo a pergunta para nossas “autoridades”, com tanta tecnologia presente em nossas vidas, por que não resolvem o problema da pobreza num país tão rico e próspero como o Brasil? Sinceramente não aguardo resposta deles, mas e você o que acha?

Quer conhecer a técnica que usei para ganhar R$ 1.091,80 em menos de 48 horas?

Gustavo Freitas

Problogger, empreendedor digital e criador do Método Start. Você conhece todos os meus projetos no Gustavo Freitas.Net.

Website: http://gfsolucoes.net

    0 Comentários

    1. @Rodrigo Piva,
      concordo com a falta de vontade política.

      @Arthurius Maximus,
      concordo com você, e o Brasil é o país das oportunidades, pena que os políticos querem essas oportunidades somente para eles e seus partidários.

      @Rodrigo Neto,
      concordo com você, principalmente no tópico educação social.

      um abraço a todos!

      Gustavo Freitas Escreveu um post sobre… Divulgue seus textos com um Guest Post

    2. O combate a pobreza, na minha opinião, deve ser feita através de uma ação conjunta entre o governo, as ONGs e a população. Mas não é distribuindo cestas básicas que o problema será resolvido e sim, como escrevi em meu blog, através da educação. Educação de qualidade, para todos. Não me refiro apenas a educação acadêmica, dada nas escolas e universidades, mas a educação social, como respeito, conscientização, ética, e assim por diante.

      Rodrigo R. Neto Escreveu um post sobre… Educação, a melhor arma contra a pobreza | Blog Action Day 2008

    3. É muito mais fácil fingir que se faz alguma coisa dando dinheiro e criando uma legião de dependentes do que dando escolas de qualidade e criando oportunidades para que as pessoas possam crescer socialmente, economicamente e profissionalmente.

      É claro que as pessoas tem de comer HOJE. Mas apenas dar-lhes condições para isso sem prover-lhes meios de conseguir seu próprio sustento no futuro é um crime.

      Prever que um dia o país pode passar por problemas graves que impeçam o fornecimento de ajuda a essas pessoas deveria ser, no mínimo, o incentivo válido para que os governantes criassem formas mais sustentáveis de acabar com a pobreza.

      Fome e miséria não se acabam com esmolas e caridade. Elas só serão banidas da humanidade quando houver trabalho, renda, instrução, educação e oportunidades.

    4. Acho que falta vontade política. Nossas governantes estão sempre preocupados com o próprio umbigo. Aumentar os próprios salários, criar benefícios, estender o recesso e trabalhar nas eleições dos partidários. Acho que infelizmente nem a geração do meu filho verá um país melhor, espero que esteja errado.

      Abraços e parabéns pelo artigo.

      Rodrigo Piva Escreveu um post sobre… Esculturas de Areia Impressionantes

    Deixe uma resposta