Entrevista com Almy Fróes do Mestre dos Sites

Estamos de volta com mais uma entrevista no Fala Blogueiro. Para os que ainda não sabem, o Fala Blogueiro  é uma seção onde entrevisto blogueiros para que possamos conhecer a pessoa por trás do blog e saber as dificuldades e obstáculos que ele passou para chegar onde está hoje.

No Fala Blogueiro de hoje a entrevista é com Almy Fróes do Mestre dos Sites. O Almy Dias Fróes tem 30 anos, mora em Vitória (ES) e seu estado civil atualmente é “enrolado”. Ele está concluindo a faculdade de Sistemas de Informação e trabalha como Analista de Sistemas e blogueiro.

“O primeiro passo para a felicidade é aprender a rir de si mesmo”

Fala Blogueiro com Almy Fróes do Mestre dos Sites

entrevista-almy-froes-mestre-dos-sites

Como você começou a blogar? Conte-nos sua história.

Bom, sempre gostei de informática e internet, minha primeira incursão na web foi em 1996 no chat do UOL hehehe, mas só fui ter internet em casa mesmo em 1999 e meu primeiro blog criei lá pelos idos de 2004, com uns amigos, falando sobre o suporte técnico de um provedor de internet que trabalhávamos, algo como o vida de suporte faz muito bem hoje.

Tive um blogspot, onde aprendi muita coisa, o Matou a família…e postou no blog, sim o nome era horrível hehehe), conheci o submarino afiliados e ganhei um troquinho até, o que me motivou a querer registrar um domínio e fazer um blog mais serio.

Meu primeiro blog “a serio” foi o Não acredito, o primeiro que comprei domínio e resolvi investir nele, mas de serio só a vontade que ele desse certo, já que o assunto sempre foram noticias bizarras e cultura nerd. Ele até que cumpriu seu objetivo, consegui alguns patrocínios e descobri o Google Adsense.

No fim do primeiro ano, criei o Guia dos solteiros, dando dicas para quem é solteiro ou mora sozinho com uma amiga que também morava sozinha, e acabou dando mais do que certo, cheguei a dar entrevista ao vivo no Sem censura da TVE, em alguns sites e na afiliada local da TV globo. Fora que como investimos em um layout bacana e conteúdo de qualidade, muitos patrocinadores apareceram. Nessa época tive a ideia do mestre dos sites. Esses são os divulgáveis hehehe tenho alguns projetos “made for adsense” onde também invisto e faço vários testes que não tenho coragem de fazer nos blogs acima.

Como surgiu o Mestre do Sites?

Como muita gente vinha me tirar duvidas sobre blogs, e sempre gostei de ensinar coisas desde a época do suporte, resolvi criar o mestre dos sites para ajudar aos outros e falar mais de um tema que gosto, que é internet e tecnologia, e também um meio de aproximar minha profissão “normal” dos blogs que ate então eram só um hobbie inocente. Claro, também achava bacana o trabalho de alguns probloggers que me influenciaram.

Por que o nome Mestre dos Sites? Já recebeu alguma crítica por ter escolhido esse nome?

Bom, no inicio a ideia era ser uma parceria com um amigo, mas ele ficou sem tempo e hoje só revisa meus textos e ajuda com imagens e logos. Ele chutava vários nomes tipo blog dos blogs, mestre dos blogs e por aí. Eis que chutei mestre dos sites, e na hora pensei..huum..se bem que as pessoas vão entrar e xingar falando que eu estou “me achando”…mas peraí, isso é ótimo, quando verem o link vão pensar: mestre dos sites? Deixa eu ver que porcaria é essa! Quem é esse cara que tá falando que é mestre de alguma coisa? Hehehe e acho que deu certo por que até hoje milagrosamente ninguém me xingou por isso hehehe.

Você possui outros blogs? Se sim, por favor, nos permita conhece-los também.

Você obtém algum retorno financeiro com o Mestre dos Sites? Se sim, poderia nos dizer que tipo de programa ou estratégia utiliza?

Sim, basicamente adsense e alguns programas de afiliados, mas de uns tempos pra cá apareceram até alguns posts patrocinados, pois tenho alguns contatos de pessoas de agências que vieram através dos outros sites. Não é um senhor retorno, mas já tem me ajudado a investir em algumas ferramentas e pagar alguns cursos.(Quando o artigo for ao ar, terei acabado de fazer o Curso da MestreSeo em São Paulo por exemplo).

O que você recomenda pra quem está querendo iniciar um blog na área de metablogs?

Não crie um metablog só por que acha que dá dinheiro, se você não gosta da área, se não tem paixão pelo que escreve, vai desistir em pouco tempo. Com certeza demora mais para ele dar algum retorno do que um site normal, pois a maioria dos visitantes conhecem os anúncios dos programas e, ninguém ira clicar. Além disso, há um publico ávido por aprender algo, se você só repete o que os outros falam como um papagaio e não ensina nada, nem é útil para o usuário, ele com certeza desistirá de visitar seu site. Se não fosse um hobbie já teria desistido do mestre dos sites, pois tenho sites “pega paraquedistas” que rendem mais do que o dobro, do que ele, com o mesmo numero de visitas, as vezes ate menos.

Você pensa em deixar seu emprego, em algum momento, e se dedicar exclusivamente aos blogs e negócios relacionados?

Atualmente não, pretendo fazer uma pós na minha área e me qualificar, hoje gosto da minha profissão. Talvez pensaria isso no dia que meus blogs estivessem rendendo pelo menos o dobro do meu salário atual. Como isso não ocorre, é algo que não me vejo fazendo hoje. E também, gosto bastante da minha atual profissão, me imagino fazendo o que faço hoje daqui a 15-20 anos tranquilamente. =).

Talvez se não gostasse da minha área até pensaria em largar tudo e tal. Além disso, com os redatores consigo conciliar os blogs, trabalho, término de faculdade, namoro, vida social tranquilo, então vou levando na boa.

Conte-nos como acontece seu processo de criação de artigos?

Uso muito o bloco de notas do celular, as vezes andando na rua, vem um estalo de assunto, aí anoto, só uma frase, sempre tenho umas 5 a 6 sugestões engavetadas. Também leio uns 2 ou 3 blogs de fora pra arejar os assuntos. Gosto de ir a eventos também, no ultimo imersão em mídias sociais aqui em Vitória, voltei com ideias pra uns 10 posts, ate hoje alguns estão na fila.

Varia muito, acompanho bastante meus concorrentes, se noto que todo mundo esta falando de determinado assunto, vou falar de outra coisa, se vejo q focam demais em monetização, vou falar de redes sociais, tento sempre me diferenciar. Para fazer meus textos, pego uma das frases do celular, estabeleço uns 3 a 4 tópicos sobre o assunto da frase…e então vou destrinchando cada tópico…fica bem mais fácil.

Também recebo sugestões de amigos e leitores, outro dia no facebook uma amiga conversando acabou me sugerindo um post bem bacana que os leitores gostaram muito sobre plugins wordpress.

Quais as formas de divulgação que utiliza no Mestre dos Sites? Quais dão mais resultados a curto prazo? Qual já utilizou e hoje vê que foi perda de tempo?

Apesar da maioria dos metabloggers condenar, uso muito agregadores por exemplo, demorei mas descobri uns 2 ou 3 que funcionam muito bem para o nicho de metablogs e publico assuntos que tem a ver com o público do agregador. Tudo bem, a maioria das visitas não tem qualidade, mas se de cada 300, 10 virarem leitores fiéis ou curtirem minha fanpage já esta ótimo, de graça, melhor ainda!

Yahoo respostas, Redes sociais, vale tudo. Já investi em publieditoriais, acho que ajuda bastante se você escolher um site que fala para o mesmo publico que você. Não gostei do facebook ads, já ganhei cupom pra testar, também já investi por conta própria e achei bem fraco o resultado.

Como sua família e amigos reagem quando sabem o trabalho que você realiza na internet?

O blog de humor e o guia dos solteiros, a maioria curte, e sempre tenho de ouvir a pérola: uai, da pra ganhar dinheiro? Cria um blog pra mim! Hehehe. A maioria aceita numa boa, a namorada reclama um pouquinho as vezes, mas resolvi esse problema criando um blog em sociedade com ela =p .

Você escreveu vários artigos com análise sobre empresas que oferecem maneiras de ganhar dinheiro. O que motivou esses artigos?

O melhor motivo do mundo: dinheiro! Hehehehe. Brincadeiras a parte, além do dinheiro, pode parecer demagogo, mas eu não consigo divulgar uma empresa em que eu mesmo não acredito. Por exemplo, só anunciei a brava cursos quando vi que amigos de faculdade fizeram o curso e gostaram. Só divulguei o egrana por que já uso em outro blog há mais de 6 meses e recebo em dia.

Cada um sabe de si, mas não consigo tirar o corpo fora e falar bem de algo que não gosto só pra ganhar dinheiro, já recusei vários artigos que pagavam ate bem, mas eram empresas de pirâmide e esquemas furados. Me sinto tão pilantra quanto o anunciante, se eu aceitar algo assim.

Você já pensou em fechar o Mestre dos Sites e seus outros blogs e ir cuidar de sua vida off-line? O que recomenda a outros blogueiros que pensam isso?

Não por que atualmente encaro como um “hobbie serio” que me da um belo plus no fim do mês, e em alguns sites uso redatores, não me deixo sufocar pelos blogs, se não der pra postar não deu, não troco um churrasco com os amigos, para ficar blogando no domingo de sol por exemplo. Logicamente tenho compromisso com meus leitores, mas sempre deixo 2 a 3 posts agendados com quase 1 semana de antecedência no mestre dos sites.

Acho que a pessoa tem de gostar do que faz, não adianta só criar um blog achando que vai ganhar dinheiro, por que se não houver diversão no que você faz, se você não aprende nada, não se diverte, e o dinheiro não vem, desiste logo logo. Uma das coisas que mais me anima é um comentário de alguém agradecendo por que alertei de um esquema furado, ou ajudei a mostrar um novo plugin de wordpress, acho que isso me move mais do que o dinheiro. Mas claro, dinheiro é bom e eu também gosto!

Cite 5 blogueiros/blogs que te influenciaram no início, quando estava começando com seu blog.

  • Paulo Faustino – Foi lendo os artigos do Paulo que aprendi muita coisa sobre blogar, sobre afiliados, uma verdadeira escola!
  • Fabão Morroida Dentro do gênero de humor, aprendi com ele que conteúdo é o que importa. O layout do blog dele era um dos mais podres de toda a internet, os textos eram gigantes e sem imagens, e mesmo assim, todo post tinham no mínimo uns 150 comentários, por que o conteúdo dele era engraçado, todo mundo curtia as historias dele.
  • Ivo Neuman o Ivo é do ES e hoje faz parte da equipe do Não Salvo, anos atrás participei de um site aqui do ES na equipe dele e foi um aprendizado muito bacana sobre internet, sobre o que fazer e o que definitivamente não fazer em seu site (piada interna heheh).
  • Celso lemeso Celso, com seus artigos sobre o que aconteciam no site, acabaram me ensinando muito e me motivando bastante a criar o mestre dos sites.
  • Liange Angeli a Liange hoje é até minha broder de Internet, de uns 2 anos pra cá, acabei aprendendo com ela como é importante gostar do que se escreve e como isso traz bons resultados. E também o que é realmente um post de qualidade. Se o artigo for bom, o leitor vai ler com 1200, 1500 palavras que sejam e que não se pode ter preguiça na hora de escrever um artigo.

Deixe uma mensagem para os leitores do GF.

Bom pessoal, espero que tenham curtido a entrevista e desculpem as piadinhas ruins. Obrigado ao Gustavo Freitas pela oportunidade, acompanho o trabalho dele e gosto bastante. Espero que me visitem no Mestre dos sites e no Guia dos solteiros ok?

Opinião Gustavo Freitas

Desde que conheci o Mestre dos Sites tenho sido um assíduo frequentador, tendo inclusive publicado como Guest Post lá o artigo “O que um rato e uma ratoeira podem lhe ensinar sobre os golpes na internet?”. Eu e o Almy temos muito em comum, somos do Espírito Santo, ele cursa Sistemas de Informação, curso em que formei e no qual trabalho na Faculdade Pitágoras e trabalha com TI, que foi minha área de atuação por muitos anos até me tornar problogger.

Por essa identificação e pelo talento do Almy Fróes estou sempre passando pelo Mestre dos Sites e compartilhando as informações dele nas redes sociais.

E você, já conhecia o Almy Fróes? O que achou da entrevista? Deixe seu comentário.

Quer conhecer a técnica que usei para ganhar R$ 1.091,80 em menos de 48 horas?

Gustavo Freitas

Problogger, empreendedor digital e criador do Método Start. Você conhece todos os meus projetos no Gustavo Freitas.Net.

Website: http://gfsolucoes.net

    7 Comentários

    1. Olá Gustavo.

      Ainda não conhecia o Mestre dos Sites, após uma visita conferi os excelentes artigos que lá são publicados, parabéns pelo trabalho Almy Fróes.

      Abraços.

    2. Ótima entrevista, ainda não tinha visita o blog e com certeza irei fazer uma visita.

      Abraço a todos!

    3. Bom, já visitei o Mestre dos Sites é um blog muito bom. Espero que dê uma passada no meu blog Almi. Quando tiver tempo procurarei visitar mais o seu, abraço.

    4. Excelente entrevista, o Almy é um grande amigo e um blogueiro fantástico! Sem dúvidas todos temos muito a aprender com ele.

      Abraços, Arlindo Armando

    5. Eu que agradeço Gustavo!

      Muito obrigado pelo espaço e pelos elogios, espero que os leitores tenham curtido a entrevista 🙂

      • Almy,
        certamente suas respostas serão muito úteis para os blogueiros que acompanham o Fala Blogueiro.
        Abraço.

    Deixe uma resposta