Aniversário GF: A história da blogueira Letícia Castro

Nesse artigo, que faz parte da série de Guest Posts que estão sendo publicados por blogueiros aqui no GF Soluções durante o mês de 2º aniversário do blog, a Letícia Castro, do Babelpontocom. Ela mora na cidade de São Paulo (SP) e nos conta a sua trajetória como blogueira. Aconselho que siga-a no Twitter e visite o Babelpontocom.

babel.com

É com muito prazer que retorno ao GF Soluções, o blog do meu querido amigo Gustavo, para contar um pouquinho da minha história e de como essa louca aventura na blogosfera começou. Quando o Gustavo tão gentilmente me convidou para participar da sessão “Fala Blogueiro“, há exatamente dois anos, o Babel estava dando os primeiros passos e perceber que já tinha sido reconhecido por um blogueiro tão competente foi um dos melhores presentes daquele ano. Na verdade, os dois blogs começavam quase juntos essa caminhada, mas quando visitei o GF Soluções pela primeira vez, tive a impressão de que ele já estava no ar há vários anos, pois o Gustavo blogava com propriedade e os textos eram sempre de primeira linha. Por isso, não me surpreendo com a comemoração dessa data e tenho certeza de que estaremos celebrando vários pares de anos aqui nessa casa.

O objetivo desse texto é tentar contar um pouco como o BABEL.com nasceu. Na verdade, depois de ler o texto do meu “cúmplice e comparsa” Tico Esteves (bem, ele já falou demais ali…), percebi que minha história também trilhava por caminhos de superação, descobertas e renascimento. Sou jornalista de profissão e, dos 14 aos 33 anos, trabalhei com muito afinco no ramo de ensino de idiomas. Enquanto desempenhava essa função, me formei na PUC – SP, em 1996, e de lá para cá, também trabalhava com o jornalismo, mas como freelancer e desejava muito jogar minha vida para o alto e me dedicar exclusivamente a minha profissão por formação. Em 2006, amadureci os planos, organizei tudo e saltei, sem paraquedas, em março de 2007, quando voltei a morar em São Paulo também. Estava casada à época, então vocês imaginam que o salto foi duplo. Eu precisava descobrir se gostava mesmo de trabalhar apenas com o jornalismo e viver disso.

Com o passar do tempo, percebi que só me mudar de volta para a capital não estava sendo suficiente, pois já fazia bons freelas quando morava no interior. Queria que o mundo soubesse o que eu sabia fazer e como o fazia e quando pensamos em alcance mundial imediato, o que nos vem à mente? O fantástico mundo da World Wide Web. Não pensei duas vezes e comecei a maturar a ideia de voltar a ter um blog. Sim, eu já tinha ensaiado esse negócio em 2005, com um blog de cunho político, denunciando a farra do Mensalão. Durou pouco tempo, e hoje sei que foi porque não era a hora. Quem tinha que nascer com força total e ser a minha cara era o BABEL.com, o meu espelho na internet. E assim foi feito.

Em março de 2008, depois um tempo de latência, o Babel veio à luz. Não consigo pensar em nada que seja mais parecido comigo do que esse espaço e, depois que ele teve o template feito sob medida (sim, pelo Tico, e, aliás, recomendo muito, pois o serviço é fenomenal e fica sempre melhor do que esperávamos), aí sim, ganhou um ar de boudoir francês, charmoso como merecia, e mais à vontade ainda me senti. Como disse naquele bendito março, a pretensão do Babel era ser

“um blog com textos jornalísticos, em português e outro idiomas, entre outras coisas, um portfólio online, uma vitrine digital do meu trabalho profissional”.

E um a um, ele foi cumprindo todos esses requisitos e me deu a base sólida profissional que eu tanto procurava (e seguirá assim, apoiando os demais projetos que surgirão no futuro).

Mas, como a vida não é linear e agradeço a Deus por isso, o Babel veio predestinado a cumprir muito mais que esse papel. Mãos divinas seguraram as minhas, assim como um professor que ensina uma criança a escrever, quando eu apertei aquele botão “Criar um blog” há dois anos. Não seria possível relatar cada uma das transformações pelas quais passei desde que comecei a blogar, mas posso dizer uma coisa a vocês: minha alma e eu éramos duas instâncias separadas, uma vivendo fora da outra, lado a lado, com o desejo mais profundo de se unirem de novo. Pessoalmente, eu vinha de muito desgaste emocional, uma insatisfação muito grande em muitos sentidos. E conforme eu publicava os meus textos no Babel, sentia como se Deus fosse soprando o ar da vida de volta nas minhas narinas, todos os dias, cada dia mais, pois o processo foi longo, penoso e muito, muito cuidadoso. Eu faço aniversário no dia 30 de março e o Babel, no dia 24. E, desde aquele dia, ficamos assim, uma semana comemorando o nosso aniversário, pois somos uma coisa só.

Hoje, um pouco mais de dois anos depois, só posso agradecer. A tudo e a todos, pois tem sido uma jornada diária maravilhosa. Há unidade e constância no que sinto e quero para minha vida e sou só sorrisos. Não existe prazer maior para mim do que publicar um post no Babel e acho que isso só será superado quando segurar meu bebê nos braços. Mas aí então seremos três: o baby, o Babel e eu (e quem mais quiser nos acompanhar pelo caminho…;)). Quem fala a vocês é uma paulista, jornalista, ariana, muito decidida. Uma mulher que conseguiu ficar de pé outra vez. Tudo isso, graças à blogosfera. Esta é a minha história.

Agora, um momento para os carinhos, pois sem eles não há alegria que se sustente. Quero agradecer imensamente ao amigo Gustavo por mais essa oportunidade e parabenizá-lo outra vez pelo sucesso do GF Soluções. Como disse antes, muitos pares de anos ainda virão e continuaremos, com a nossa amizade, apoiando-nos mutuamente e trilhando esse caminho juntos. E olha que o nosso grupo é grande!

Beijo carinhoso e long live GF Soluções!

Quer aprender como ganhar dinheiro na internet com conteúdo gratuito?

Gustavo Freitas

Problogger, empreendedor digital e criador do Método Start. Você conhece todos os meus projetos no Gustavo Freitas.Net.

Website: http://gfsolucoes.net

    0 Comentários

    1. Sou suspeito para falar da Letícia, pq ela é minha amiga, comadre, irmã, além de mestra. Mestra pq foi com ela que aprendi muita coisa: seja com as nossas deliciosas conversas, seja pelo lado profissional de alinhar o jeito blogueiro e jornalístico de se produzir conteúdo. Adorei ler a sua história, Lê!

      Beijos
      .-= Wander Veroni publicou o artigo Bienal do Livro de Minas 2010 promove cultura, diversão e literatura =-.

    2. Olha eu de novo, Letícia!

      Apesar de conhecê-la há pouco tempo, parece que faz anos que o Babel e você fazem parte do meu cotidiano. Assim acontece também com outros blogs, como o Novo na Rede, etc. Saber como as coisas aconteceram só aumenta a simpatia que nutro por vocês. Fico feliz que tenha conseguido vencer os obstáculos que a vida lhe impôs e desejo que vença os que porventura o futuro lhe apresentar.

      Gustavo, parabéns pelo blog e pela excelente iniciativa de reunir num só lugar esse time de feras.

      Um forte abraço!
      .-= Max Martins publicou o artigo Maratona Olímpica: Basquetebol – Parte I =-.

    3. Muito interessante a tua estória. Gosto de pessoas que tem a coragem de se arriscar, de tentar mudar , se jogar mesmo.

      Bjos.
      .-= Lugirão publicou o artigo O dia nasce feliz =-.

    4. Eu (cúmplice e comparsa :D) testemunha do quanto essa jornalista blogueira (ou será blogueira jornalista) batalha com muito talento, determinação e acima de tudo honestidade por um lugar ao sol na blogosfera. Seja fazendo o seu trabalho como editora na Master New Media, seja nos brindando com os maravilhosos textos que escreve no BABEL.com, competência e talento únicos!

      Parabéns Gustavo, por abrilhantar essa série com a história dela! 😉

      E muito obrigado moça por fazer da blogosfera (e da minha vida) um lugar melhor!

      Bjs

      • Tico,
        você disse tudo, a festa agora está abrilhantada, mas todos os agradecimentos vão para a Letícia,
        um abraço.

    5. Eba! Vou estrear os comentários! hehehe

      Gustavo, só posso agradecer imensamente pela oportunidade de vir aqui mais uma vez contar um pouquinho dessa louca e maravilhosa aventura de blogar. É o carinho dos amigos e o reconhecimento que vem através dele que fazem tudo valer a pena, todos os dias.

      Um beijo enorme, parabéns mais uma vez e muito obrigada!

      • Letícia,
        eu que agradeço, pois sua história é uma história de determinação que irá auxiliar muitos blogueiros a persistirem com seus projetos web,
        um abraço.

    Deixe uma resposta