Como e por que usar Encurtadores de URL

Nota do Editor: Esse artigo pertencia ao blog Dominando a Web, que foi fechado e o Gabriel Meissner cedeu gentilmente os artigos para que sejam publicados no GF Soluções, por isso algumas referências a datas podem parecer divergentes. Aproveito para convidá-lo a conhecer o blog Revista Entre Mundos e o Twitter do Gabriel Meissner.

Encurtadores de URL são serviços que transformam um endereço na internet de qualquer extensão em um link muito mais curto, facilitando o seu uso em postagens em redes sociais, e-mails, sites etc. Por exemplo: o endereço deste post é http://www.gfsolucoes.net/como-e-por-que-usar-encurtadores-de-url. Usando um serviço como o brasileiro Pdh.co, ele poderia ser transformado em http://pdh.co/LI, podendo ainda ser personalizado do jeito que eu quisesse, como por exemplo: http://pdh.co/encurtadores.

Uma URL encurtada pode ser usada sempre que a extensão da URL original gerar problemas na hora de ser postada por algum meio. O exemplo mais comum é o do Twitter, que só aceita mensagens de até 140 caracteres. No exemplo usado, a URL deste post tem 67 caracteres e, se o usasse em um tweet, eu só teria 73 caracteres para escrever a minha mensagem. Já se usasse a versão encurtada, de 16 caracteres, eu economizaria 51 caracteres que poderiam ser usados na minha mensagem. Nada mal, né?

Os Encurtadores de URL existem há bastante tempo, mas foi justamente devido ao Twitter e suas mensagens curtas que eles ganharam mais popularidade e hoje são muito usados.

Vantagens dos Encurtadores de URL

Tornar os links mais enxutos não é o seu único benefício. Existem outros três.

Monitoramento

Vários dos serviços disponíveis tornam possível monitorar os cliques nos seus links encurtados. Isso é particularmente útil para medir a eficiência de campanhas em mídias sociais. Ao enviar os links pelas diversas redes, o serviço gera um relatório em tempo real mostrando quantas vezes cada link foi clicado, entre outros dados como: origem do clique (se foi no Twitter, Facebook etc), navegadores usados (Chrome, Firefox etc.), quantos acessaram através de dispositivos móveis (celulares, tablets…) e assim por diante.

Não são todos os serviços que oferecem ferramentas de tracking, mas a tendência dessa oferta é cada vez maior. Os serviços que ainda não o oferecem devem fazê-lo em breve (ou não sobreviverão).

Personalização da URL

Não é sempre que você quer uma URL como http://pdh.co/xybc, por ser estranha e feia. Além do mais, alguns usuários ainda não acostumados com este tipo de recurso tendem a achar que é vírus e isso pode levá-los a não clicar no link. Por esse motivo, serviços como o Pdh.co permitem personalizar a sua URL encurtada de uma maneira amigável. Por exemplo, ao invés de usar a URL curta gerada automaticamente pelo site, eu poderia criar uma versão personalizada, como http://pdh.co/encurtadores. Bem melhor, não é?

No entanto, assim como a ferramenta de monitoramento, não são todos os serviços que oferecem essa personalização. Novamente, acredito que os que não oferecem esta opção deverão se adaptar ou correr o risco de desaparecer.

Código QR

Alguns serviços também permitem a criação de um código QR a partir do link original. Embora esta ferramenta ainda seja pouco usada no Brasil, a tendência é crescer muito nos próximos anos e pode ser útil a alguns usuários de internet móvel.

Desvantagens dos Encurtadores de URL

Como nem tudo é um mar de rosas, os encurtadores também têm duas (pequenas) desvantagens.

Lentidão

Todo encurtador de URL torna o acesso ao link original mais lento. Mas isso não chega a ser problema para o usuário final, pois este atraso é de frações de segundos. Porém, é um problema para os servidores que processão milhares ou milhões de URLs encurtadas. Isso acaba levando a uma saudável disputa entre os diferentes serviços para criar encurtadores mais rápidos.

Segurança

Os encurtadores podem ser usados por crackers para esconder links maliciosos e levar o usuário, por exemplo, a um site falso destinado a roubar senhas, infectar o seu computador ou outro objetivo criminoso. Como nunca se sabe qual é a URL original de uma URL encurtada, o risco existe. Mas da mesma maneira que existe o problema, existe também a solução: os extensores de URL. Eles mostram ao usuário qual é a URL original sem precisar clicar nela. Dessa forma, você sempre pode checar se quer mesmo clicar no link ou se prefere não fazê-lo por cautela.

Encurtadores de URL brasileiros

Hoje em dia já há bons encurtadores desenvolvidos no Brasil. O mais conhecido é o Migre.me, mas o Miud.in tem ganhado espaço também. Além disso, outras duas boas opções são o Pdh.co e Ub.ly. Veja abaixo as especificações de cada um.

Migre.me

Criado pelo Johnny Ken, é pioneiro e o mais completo de todos. Utilizado por sites como Superinteressante, Veja e Rolling Stone.

  • Caracteres da URL: 21
  • Tracking: sim (inclui número de retuítes)
  • Personalização: não
  • Código QR: sim

Além disso, o Migre.me funcionada como uma rede social digg-like destacando os links mais clicados e/ou retuitados que utilizam o serviço.

migre.me, encurtador, url, twitter

Pdh.co

Criado pela equipe do blog Papo de Homem, é direto e simples de usar.

  • Caracteres da URL: 16
  • Tracking: sim.
  • Personalização: sim.
  • Código QR: não.

Miud.in

  • Caracteres da URL: 18
  • Tracking: não.
  • Personalização: não.
  • Código QR: não.
  • Possui plugins para Chrome e para WordPress.

Ub.ly

O encurtador do P.ub.ly, serviço de automatização de postagens em redes sociais.

  • Caracteres da URL: 15
  • Tracking: Não.
  • Personalização: Não.
  • Código QR: não.

Encurtadores de URL estrangeiros

Existem muitos outros, mas os dois maiores encurtadores estrangeiros são o Goo.gl e o Bit.ly. Veja abaixo as especificações de cada um.

Goo.gl

Serviço do Google, considerado o mais rápido e o mais seguro. Quantidade de caracteres:

  • Caracteres da URL: 18.
  • Tracking: Sim.
  • Personalização: Não.
  • Código QR: Sim.

Bit.ly

Um dos serviços mais tradicionais e confiáveis.

  • Caracteres: 20.
  • Tracking: Sim.
  • Personalização: Sim.
  • Código QR: Não.
  • Tem plugins para Chrome e Firefox.

Finalizando

Agora que você já sabe tudo o que precisa para usar bem os diversos encurtadores de URL que existem, está na hora de testar cada um deles para decidir qual é o melhor para o seu uso. Caso tenham restado dúvidas, faça as suas perguntas nos comentários e eu responderei.

Quer aprender como ganhar dinheiro na internet com conteúdo gratuito?

Gustavo Freitas

Problogger, empreendedor digital e criador do Método Start. Você conhece todos os meus projetos no Gustavo Freitas.Net.

Website: http://gfsolucoes.net

    7 Comentários

    1. Paulo

      Oie galera.. Vcs falam sempre do Migre-me, mas alguma ves experimentou o http://www.viu.so ?
      esse ai é mais curto, simples e tem mais funcões como personalizar nome, proteger com senha e tb conta os visitantes.

      Vlw

    2. Gustavo, o pdh.co foi feito em cima do YOURLS, que eu uso em dois encurtadores meus (cada um tem uma função).

      A maior vantagem do YOURLS é que pode ser instalado em seu próprio servidor, sem os problemas de lentidão inerentes aos encurtadores públicos, e com privacidade melhorada para quem se preocupa com isto (eu, por exemplo).

    3. Sou fã do bit.ly. Uma das coisas que adoro nele é poder enviar uma atualização simultaneamente para várias contas do Twitter e do Facebook. O plugin pro Chrome é uma mão na roda.

    Deixe uma resposta