Entrevista com Cláudia Bellizzi do Por aí na Inglaterra

Estamos de volta com mais uma entrevista no Fala Blogueiro. Para os que ainda não sabem, o Fala Blogueiro  é uma seção onde entrevisto blogueiros para que possamos conhecer a pessoa por trás do blog e saber as dificuldades e obstáculos que ele passou para chegar onde está hoje.

No Fala Blogueiro de hoje a entrevista é com a Cláudia Bellizzi do Por aí na Inglaterra. Ela tem 42 anos, é casada, tem um filho e, como ela mesma ressalta “me divido entre o Rio e Liverpool, terra dos Beatles, na Inglaterra”. É formada em Jornalismo e possui mestrado em Educação pela Universidade de Chichester (Inglaterra). Trabalha como jornalista free lancer.

“Blog é relacionamento” – Henrique Costa Pereira

Fala blogueiro com Cláudia Bellizzi do Por aí na Inglaterra

Cláudia Bellizzi

Como você começou a blogar? Conte-nos sua história.

O meu primeiro blog foi o Falando sobre mídia, que eu criei em 2007 e funcionava como uma extensão às aulas de Jornalismo que eu dava numa universidade no Paraná. O blog reunia notícias e informações sobre a mídia em geral. Os alunos gostavam, deixavam comentários, o blog gerava um buchicho gostoso. Eu aprendi muito sobre blogar nessa época. Minha formação é em jornalismo impresso – escrever para um blog era uma novidade para mim, pois a técnica é muito diferente da utilizada para escrever num jornal impresso. Aprendi muito com a prática. Como tudo na vida, blogar se aprende blogando.

Mas minha vida deu uma guinada – me separei, voltei a morar no Rio (sou carioca), comecei um novo emprego em uma outra universidade. Não sobrou tempo para o blog, que deixei de lado.

Como surgiu o Por aí na Inglaterra?

Em 2010 comecei a namorar o Mike, que é inglês, e minha vida mudou radicalmente – de novo. Compramos um apartamento em Liverpool e passei a dividir o meu tempo entre a Inglaterra e o Rio. Vou dizer um chavão, mas que é a pura verdade: morar fora do Brasil é uma experiência única! É tudo muito diferente. O blog surgiu, em 2011, como uma maneira de registrar aquilo que mais me chamava atenção aqui na Inglaterra, especialmente o estilo de vida do povo em geral.

Perguntas que os amigos me faziam geraram os primeiros posts: “os ingleses são mesmo super formais?”, “a vida é menos complicada na Inglaterra?” “e o custo de vida?” . O blog foi crescendo e hoje abrange não só o comportamento dos ingleses, mas também oferece dicas sobre programação cultural, notícias, relatos de passeios e viagens que faço etc.

Por que o nome Por aí na Inglaterra?

O nome do blog foi uma ideia do Mike, meu marido, e eu adorei. Diz tudo: é um blog focado no que acontece na Inglaterra.

Você possui outros blogs? Se sim, por favor, nos permita conhece-los também.

No momento o tempo só dá para me concentrar no Por aí na Inglaterra.

Você obtém algum retorno financeiro com o seu blog?

O blog começou como um hobby. Mas estou justamente entrando na fase de torna-lo mais profissional.

Você já recebeu algum contato profissional que te conheceu através do blog?

Já, o blog é uma vitrine para o mundo… O Marcio Delgado, do Brazilian News, acabou de me escrever: leu um artigo meu no blog, gostou e vai reproduzir no jornal, que existe desde 2000, para brasileiros em Londres.

Conte-nos como acontece seu processo de criação de artigos?

Antes de mais nada, sou muito disciplinada: escrevo pelo menos um post por dia desde que iniciei o blog (em 28 de novembro de 2011). Observo que muitos leitores reclamam da falta de regularidade de alguns blogueiros. Então, sou bem regular: publico um post diariamente, geralmente às 8 da manhã. É claro que nem todo blogueiro tem a disponibilidade de escrever todos os dias, mas é importante manter uma regularidade – toda segunda, por exemplo, ou duas vezes por semana etc.

Em segundo lugar: procuro estar sempre super antenada sobre o que acontece aqui na Inglaterra (afinal, esse é o nicho do meu blog!).

Leio jornais e revistas, acompanho programas de TV e blogs diariamente. Leio as notícias e penso no meu leitor: será que tem algo que ele gostaria de ler?

Além disso, conto com a minha própria observação, minha experiência como brasileira vivendo num outro país.

Por fim, os próprios leitores têm papel importante, eles dão muitas sugestões, apresentam dúvidas; eu aproveito e transformo as indagações em posts.

Ah, e não posso esquecer a colaboração valiosa do Mike – ele é meu assessor para assuntos aleatórios rs. Além de me dar ideias de posts super bacanas, ele me explica tudo sobre a cultura do país.

Carrego sempre um bloquinho na bolsa; nunca sei quando vai surgir uma ideia de artigo. E depois de ter a ideia vem a segunda etapa: escrever o post – de maneira clara e interessante para atrair o leitor. Resumindo: é mais transpiração que inspiração.

Quais as formas de divulgação que utiliza no Por aí na Inglaterra? Quais dão mais resultados a curto prazo? Qual já utilizou e hoje vê que foi perda de tempo?

As redes sociais têm um papel fundamental na divulgação: o Por aí na Inglaterra tem fanpage no Facebook e Twitter. Deixar comentários em outros blogs também dá um retorno bem grande. Mas não são comentários vazios, do tipo “passe lá no meu blog”. Comento de verdade o post, estabelecendo uma ligação com o meu blog. Acompanho outros blogs do meu nicho e troco figurinha com os blogueiros.

Qual a opinião das pessoas ao seu redor (amigos, familiares) quando sabem que você tem um blog?

Todo mundo dá força – comentam no Facebook, compartilham os posts…

Como é a cultura inglesa com relação a blogs? Eles respeitam ou preferem grandes portais?

Existem blogs ingleses, nos mais diversos nichos, que são imensamente populares. São respeitados, influentes e, indiscutivelmente, formadores de opinião.

Você já pensou em fechar o Por aí na Inglaterra? O que recomenda a outros blogueiros que pensam isso?

Não, nunca. Adoro o blog. Minha recomendação: escreva sobre aquilo que você goste, se interesse e conheça. Blogar deve ser uma atividade prazerosa.

Cite blogueiros/blogs que te influenciaram no início, quando estava começando com seu blog.

Sempre adorei o texto da Vic Ceridono, que assina o Dia de Beauté. Ela sabe tudo sobre a linguagem de um blog, tem milhares de seguidoras e faz um sucesso incrível na blogosfera – dentro do seu nicho.

Cite blogueiros/blogs que te influenciam ainda hoje.

A Juliana Sardinha, do Dicas Blogger, dá sugestões ótimas para blogueiros. Acompanho ainda o Arnaldo Bloch e o Fagulha de Ideias.

Deixe uma mensagem para os leitores do GF.

Você, que gosta da cultura inglesa; planeja fazer um intercâmbio; trabalhar ou viajar a turismo para a Inglaterra; ou simplesmente quer conhecer melhor o país… visite o blog Por aí na Inglaterra.

Opinião Gustavo Freitas

Tive o prazer de conhecer a Cláudia Bellizzi quando ela me contratou para uma consultoria em criação e desenvolvimento de sites e blogs no Por aí na Inglaterra. Pude, em contatos por e-mail, constatar que ela é uma pessoa que leva o profissional muito a séria e só precisava de uma orientação pra melhorar e profissionalizar o blog, pois ela, como jornalista e blogueira já era profissional a nível máximo.

Fui uma honra poder colocar o Por aí na Inglaterra no meu portfólio de serviços de consultoria realizados e também ter conhecido e interagido, mesmo que por e-mail, com a Cláudia Bellizzi.

E você, já conhecia a Cláudia Bellizzi? O que achou da entrevista? Deixe seu comentário.

Entrevista com Cláudia Bellizzi do Por aí na Inglaterra
Rate this post

Quer aprender como ganhar dinheiro na internet com conteúdo gratuito?

Gustavo Freitas

Problogger, empreendedor digital e criador do Método Start. Você conhece todos os meus projetos no Gustavo Freitas.Net.

Website: https://gfsolucoes.net

8 Comentários

  1. Simplesmente sensacional essa entrevista Gustavo!

    Parabéns e obrigado por esta oportunidade de conhecer mais sobre a Cláudia!

    Abraços!

  2. Gostei de conhecer um pouco mais sobre a Claudia, o blog dela e excelente, parabéns.

    Abraços.

Deixe uma resposta