Há 12 anos simplificando a Tecnologia e a Internet

Falso email: Os Estados Unidos já dominaram Roraima

Já escrevi várias vezes aqui no GF Soluções alertando para emails falsos, que ou trazem vírus para seu computador, ou te levam para algum site de phishing, ou então trazem uma mensagem com uma mentira que só faz entulhar sua caixa de entrada.

É incrível como as pessoas ainda caem nesse tipo de mensagem / golpe. Uma rápida procura no Google e tudo está claro.


Hoje escrevo para alertar sobre mais uma dessas correntes que não trazem nenhum tipo de vírus para o computador, mas enche as caixas de email de milhares de pessoas em alguns minutos.

A mensagem fala sobre o Estado de Roraima e conta uma história, mostrando em fatos (???) que Roraima já não é dos brasileiros e que os americanos e outros estrangeiros estariam se preparando para, a qualquer momento, invadí-la.

br319grandeok[1]

Essa mensagem é falsa e começa assim…

Segue abaixo o relato de uma pessoa conhecida e séria, que passou recentemente em um concurso público federal e foi trabalhar em Roraima. Trata-se de um Brasil que a gente não conhece.

As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente, mas chegando em Boa Vista (RR) não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e escutado por aqui.

Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução.

Até a Polícia Federal já tentou descobrir a origem do texto e ainda não conseguiu, mas se acredita que ela circule desde 2003, sendo sempre repassada para uma infinidade de contatos pela internet.

O problema é que quando você encaminha essas mensagens, seu nome pode ficar lá, numa assinatura de e-mail ou algo do gênero, o que pode lhe trazer dor de cabeça no futuro.

Foi o que aconteceu com algumas pessoas que tiveram seus nomes envolvidos na investigação, sendo suspeitos de terem iniciado a corrente, como por exemplo a acadêmica da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) em Ribeirão Preto, Mara Silva Alexandre Costa, que encaminhou a mensagem recebida em 2004 e até hoje é procurada para saber se foi a autora da mensagem.

O pesquisador da Unicamp Celso Luiz Borges de Oliveira é outro que repassou o e-mail também, em 2004, e até hoje recebe emails e telefonemas pedindo confirmação de autoria do texto e de sua veracidade.

Da próxima vez que receber um email desse tipo, antes de qualquer coisa, faça uma busca rápido no Google. Você saberá rapidamente se o caso é verídico ou não.

Outro site muito interessante para se procurar informações é no Quatro Cantos, um site que desde 1999 cataloga esse tipo de mensagem. E não associe seu nome a lista de pessoas que repassam esse tipo de corrente. Você vai estar sendo inconveniente com seus amigos, que ainda pensarão o quanto você é ingênuo em repassar esse tipo de mensagem.

O que você acha desse tipo de mensagem e da inocência das pessoas em encaminharem para seus contatos? Deixe seu comentário e vamos conversar mais sobre o assunto.

Crédito da imagem: Roraima Online

Gustavo Freitas
Segurança

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.